qnet

Assine qnet por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Empresas de Trump são condenadas por esquema de fraude fiscal em Nova York

Ex-presidente, que já declarou interesse de voltar à Presidência dos EUA em 2024, não foi acusado nominalmente no caso

Por Da Redação
Atualizado em 6 dez 2022, 19h58 - Publicado em 6 dez 2022, 19h57

Em mais um revés na Justiça, duas empresas do ex-presidente americano Donald Trump foram condenadas nesta terça-feira, 6, por um esquema de fraudes fiscais e falsificação de registros, em decisão de um tribunal de Nova York. A Trump Corporation e a Trump Payroll Corporation, ambas sob a Trump Organization, podem pagar multa de 1,6 milhão de dólares.

Após o veredicto, o juiz responsável pelo caso estabeleceu para 13 de janeiro a data da sentença. Trump, que já declarou seu interesse de voltar à Presidência dos Estados Unidos em 2024, não foi acusado nominalmente no caso. 

Embora não seja esperado que a multa afete de maneira substancial a empresa, a condenação pode assustar credores e parceiros e complicar sua capacidade de fazer negócios, que variam de operação de hotéis, campos de golfe e outros imóveis em todo o mundo. 

+ O revés de Trump na investigação sobre documentos secretos de Mar-a-Lago

A acusação principal do caso centrou-se no fato que a empresa pagou despesas pessoais, como aluguel de casas, faculdade de familiares e arrendamentos de carros para os principais executivos sem declarar os impostos.

“A miscelânea de benefícios foi projetada para manter seus principais executivos felizes e leais”, disse o procurador Joshua Steinglass durante depoimento nesta terça-feira. 

Continua após a publicidade

A empresa se declarou inocente. Apesar de Trump não ter sido citado nominalmente no caso, Steinglass afirmou que a narrativa de que o ex-presidente é “um ignorante simplesmente não é verdade”. 

O procurador do distrito de Manhattan, Alvin Bragg, que comandou o caso, disse após a decisão que “este é um caso sobre mentiras e falsidades. Documentos falsos. Para, no final, fugir dos impostos”.

+Trump processa procuradora-geral de Nova York por ‘intimidação’

Além da condenação desta terça-feira, a Trump Organization enfrenta outra acusação de fraude, apresentada pela procuradora-geral do estado de Nova York, Letitia James. Em setembro, James abriu um processo contra Trump e três de seus filhos, alegando “vários atos de fraude e deturpação” por mais de uma década. 

Em um documento com mais de 200 páginas, a procuradora Letitia James alegou que a fraude afetou todos os aspectos dos negócios do ex-presidente, incluindo suas propriedades e campos de golfe. Além disso, a Trump Organization enganou credores, seguradoras e autoridades fiscais ao inflacionar o valor de suas propriedades usando avaliações enganosas.

Continua após a publicidade

+ Trump e três de seus filhos viram réus por caso de fraude em Nova York

“Com a ajuda de seus filhos e altos executivos da Trump Organization, Donald Trump inflou falsamente seu patrimônio líquido em bilhões de dólares para enriquecer injustamente e enganar o sistema”, disse James em comunicado. 

O caso de James, em curso há três anos, teve início depois que o ex-advogado pessoal de Trump, Michael Cohen, testemunhou perante o Congresso que o republicano inflacionou o valor de certos ativos para obter empréstimos melhores de bancos, enquanto subvalorizou outros para obter benefícios fiscais.

Após uma longa batalha judicial, os advogados da procuradora conseguiram fazer com que o ex-presidente fosse intimado a depor. No entanto, ele se recusou a responder todas as perguntas.

Publicidade
qnet Mapa do site

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por qnet.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.

qnet Mapa do site