casino bet365

Assine casino bet365 por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Candidata que quer destronar Putin faz apelo ao Supremo após impedimento

Crítica ao Kremlin defende fim da guerra e a libertação de presos políticos, como o ex-advogado Alexei Navalny

Por Da Redação
Atualizado em 26 dez 2023, 11h39 - Publicado em 26 dez 2023, 11h39

Desclassificada no último sábado de concorrer à eleição presidencial da Rússia, a ex-jornalista de TV Yekaterina Duntsova entrou com recurso na Suprema Corte nesta terça-feira, 26, para tentar voltar à corrida pelo comando do país.

No sábado, membros da comissão eleitoral centram votaram de forma unânime para rejeitar a candidatura de Duntsova, citando “diversas violações” nos documentos apresentados. A mulher de 40 anos tem posicionamentos opostos ao atual chefe do Kremlin: defende o fim da guerra na Ucrânia, iniciada em fevereiro do ano passado, e a libertação de presos políticos, como o ex-advogado Alexei Navalny.

+ Contra a guerra, crítica de Putin entra na corrida presidencial da Rússia

Embora não seja muito conhecida em todo o país e sua própria campanha acredita ter uma base de poucos milhares em um país de mais de 140 milhões de habitantes, Dunstova diz ser uma injustiça o impedimento de poder concorrer contra o presidente Vladimir Putin, no poder como presidente ou primeiro-ministro há mais de 20 anos.

À agência de notícias Reuters, Duntsova disse que, ao ser impedida de participar da eleição, as autoridades estão impedindo que russos expressem livremente suas preferências políticas.

Continua após a publicidade

A comissão eleitoral central afirma que as suas decisões são puramente baseadas em regras e que a sua função é garantir que os possíveis candidatos sigam os procedimentos corretos.

Sem mencionar o nome de Duntsova, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que a Constituição permite que pessoas com ambições políticas concorram à presidência se cumprirem os critérios legais devidos.  O Kremlin aponta pesquisas de opinião que dão a Putin, de 71 anos, um índice de aprovação de cerca de 80% e diz que a maioria dos russos apoia o que chama de “operação militar especial” da Rússia na Ucrânia.

Putin lançou sua candidatura presidencial no início deste mês, para permanecer na liderança por mais seis anos. Com Nalvany desaparecido, enquanto cumpre a pena de quase 20 anos de reclusão, e outros opositores presos, não há uma figura de oposição forte e estabelecida para desafiá-lo. Ninguém, a não ser Duntsova, se disponibilizou para a empreitada.

Ainda que alguns de seus apoiadores não adiantem sua vitória, o controle do aparelho político e da mídia fornecem uma bela vantagem. Sondagens independentes mostram que o presidente tem um índice de aprovação superior a 80%, embasada na crença dos cidadãos russos de que Putin restaurou a ordem e parte da influência que o país perdeu durante o caos do colapso da União Soviética.

Continua após a publicidade
Publicidade

casino bet365 Mapa do site

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por casino bet365.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.

casino bet365 Mapa do site