jogos xbox series x

Assine jogos xbox series x por R$2,00/semana
Imagem Blog

Maquiavel Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por José Benedito da Silva
A política e seus bastidores. Com Laísa Dall'Agnol, Victoria Bechara, Bruno Caniato, Valmar Hupsel Filho, Isabella Alonso Panho e Adriana Ferraz. Este conteúdo é exclusivo para assinantes.
Continua após publicidade

A vitória de Carlos Bolsonaro contra Fábio Porchat na Justiça

Vereador moveu processo por danos morais após tuíte do humorista que acusava Bolsonaro de ser 'miliciano' e de 'proteger os filhos corruptos'

Por Laísa Dall'AgnolMateria seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO
Atualizado em 8 dez 2022, 17h00 - Publicado em 8 dez 2022, 14h02

A Justiça do Estado do Rio de Janeiro condenou o humorista Fábio Porchat ao pagamento de indenização e à publicação de retratação em processo por danos morais movido pelo vereador Carlos Bolsonaro(Republicanos-RJ).

A briga teve início em setembro do ano passado, quando o humorista publicou em suas redes que os herdeiros do ex-capitão eram “corruptos”. “Vocês criticam as ações do presidente Bolsonaro, mas pensa: se você fosse miliciano, corrupto, isolado no poder, tentando aparelhar o estado pra proteger seus filhos corruptos, sem apoio da população, negacionista, você não faria o mesmo? #Empatia”, ironizou Porchat em um tuíte na ocasião.

Em decisão da última terça-feira, 6, o juiz Marcelo Almeida de Moraes Marinho, do 1º Juizado Especial Cível da Regional da Barra da Tijuca, julgou procedente o pedido formulado por Carlos e, além do pagamento de indenização de 48.480 reais, condenou Porchat a remover o conteúdo ofensivo, a publicar a sentença e a fazer uma retratação às calúnias, integralmente, nas mesmas redes sociais onde foram publicadas as acusações.

“Analisando-se a declaração em destaque, cuja autoria não restou negada, apresenta-se patente a intenção de ofender a honra do autor e seus familiares, impondo aos mesmos a pecha de corruptos e inaptos ao exercício democrático dos poderes e deveres que lhes foram conferidos no exercício da atividade legislativa. A publicação é clara e não deixa margens a qualquer dúvida ou interpretação favorável ao réu”, diz trecho do despacho.

O juiz determinou que a retratação e a retirada do conteúdo por Porchat sejam realizadas em 48 horas contadas a partir da ciência da decisão pelos advogados de Porchat — sob pena de multa diária de 1.000 reais –, caso a defesa não recorra da decisão. Se não houver contestação em até dez dias, o prazo começa a contar automaticamente.

Continua após a publicidade

Em nota, o advogado de Carlos Bolsonaro, Antonio Carlos Fonseca, afirma que a sentença não deixa qualquer dúvida com relação ao teor ofensivo da publicação divulgada nas redes sociais do humorista. “Os ataques gratuitos e sem qualquer fundamento atingiram a honra e a imagem do Vereador Carlos Bolsonaro e foram acertadamente punidos pela Justiça”, diz Fonseca.

No Twitter, Carlos Bolsonaro comemorou a decisão. “Diariamente, eu e minha família somos alvos do ‘ódio do bem’, que passou a empestear o ambiente deste país e que desumaniza adversários políticos. Recebemos, hoje, decisão contundente e assertiva”, escreveu.

Entenda o caso

Após o tuíte de Fábio Porchat, em setembro de 2021, Carlos foi à Justiça pedir indenização de 48.480 reais por danos morais, alegando ofensa à honra e extrapolação da liberdade de expressão.

Continua após a publicidade

Em sua contestação, apresentada no início de agosto, a defesa de Porchat alegou que o humorista não havia ferido nenhum direito e ainda compilou uma série de notícias que apontavam investigações correntes e passadas a respeito da família Bolsonaro. Entre o material apresentado, os advogados citaram o escândalo dasrachadinhas no gabinete do primogênito Flávio nos anos de deputado estadual no Rio de Janeiro e mencionaram apuração do Ministério Público sobre a mesma prática no gabinete de Carlos na Câmara Municipal carioca.

Para finalizar, a defesa de Porchat ainda argumentou que, embora o vereador tenha “vestido a carapuça”, em nenhum momento o humorista havia se dirigido nominalmente a nenhum dos quatro filhos homens de Jair Bolsonaro. Por isso, concluíram os advogados, em eventual hipótese de procedência do processo por danos morais, o valor da ação não deveria ultrapassar os 12.120 reais — um quarto do valor inicial –, “já que são quatro os filhos investigados pelo Ministério Público do Rio de Janeiro ou pela Polícia Federal.

Na decisão de 6 de dezembro, o juiz Marcelo Almeida de Moraes Marinho, do 1º Juizado Especial Cível da Regional da Barra da Tijuca, não acatou o pedido da defesa de Porchat e condenou o humorista ao pagamento de indenização, à remoção do conteúdo, e à publicação de retratação.

Publicidade

jogos xbox series x Mapa do site

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por jogos xbox series x.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou

Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.

jogos xbox series x Mapa do site