jogos palmeiras

BLACK FRIDAY: ASSINE a partir de R$ 1 por semana
Continua após publicidade

Humanos podem ter influenciado a cor dos olhos dos cães, diz estudo

De acordo com a pesquisa, olhos escuros são considerados mais amigáveis nas espécies caninas

Por Marília Monitchele
22 dez 2023, 15h04

Você já parou para observar qual a cor dos olhos do seu cãozinho? Se a resposta for algo como castanho ou marrom, saiba que há uma razão para isso, e ela está relacionada a nós, humanos. Desde os primórdios da domesticação canina, ocorrida entre 15.000 e 50.000 anos atrás, os seres humanos têm desempenhado um papel significativo na formação das características específicas desses leais companheiros de quatro patas.

Pesquisas revelam que os cães desenvolveram músculos faciais específicos ao longo do tempo, permitindo-lhes expressar aquela famosa “cara de cachorro abandonado“. Essa expressão desencadeia respostas carinhosas dos humanos, proporcionando uma vantagem evolutiva essencial ao longo da história.

Agora, um estudo recente sugere que os humanos podem ter influenciado não apenas a expressão, mas também a cor dos olhos caninos. De acordo com as descobertas, os olhos escuros são mais comuns em cães domesticados em comparação com seus parentes selvagens. Essa prência pode ser atribuída à preferência humana, que tende a considerar os tons escuros mais amigáveis.

Akitsugu Konno, principal autor da pesquisa realizada na Universidade de Ciência Teikyo, especula sobre a possível vantagem evolutiva das íris mais claras em lobos. A domesticação, segundo ele, pode ter eliminado a pressão seletiva associada a íris mais claras, resultando em olhos mais escuros em certas linhagens caninas. Konno sugere que, durante o processo de domesticação de lobos para cães, os humanos, possivelmente de forma inconsciente, tenham favorecido a prência de olhos escuros.

No entanto, é importante destacar que o desenvolvimento subsequente de raças específicas também pode ter desempenhado um papel na coloração ocular canina. Por exemplo, a pelagem merle, associada a raças como shelties e border collies, está frequentemente ligada a olhos azuis.

Continua após a publicidade

No estudo, os cientistas compararam a cor da íris em imagens de lobos cinzentos e cães domésticos. Os resultados indicaram que os cães domésticos tendem a ter olhos mais escuros e avermelhados. Em uma fase mais aprofundada da pesquisa, os pesquisadores apresentaram pares de imagens mostrando o mesmo cão com olhos claros em uma foto e olhos escuros em outra. Os participantes foram convidados a avaliar os cães em relação a traços de personalidade e preferência de interação.

Cães com olhos escuros foram consistentemente avaliados como mais simpáticos, tranquilos, sociáveis e dependentes, enquanto eram considerados menos agressivos, inteligentes e maduros. Os cientistas especulam que íris mais escuras podem criar a ilusão de pupilas maiores, associada à percepção humana de infantilidade.

Embora a cor dos olhos não esteja diretamente relacionada à preferência de interação ou adoção, os pesquisadores sugerem que os cães com olhos escuros podem ter desenvolvido essa característica como uma estratégia para enviar sinais de olhar não ameaçadores aos humanos, fortalecendo ainda mais os laços entre as duas espécies. Portanto, da próxima vez que você olhar nos olhos do seu fiel amigo de quatro patas, lembre-se de que essa conexão especial pode ter raízes profundas na história compartilhada entre humanos e cães.

Continua após a publicidade
Publicidade
jogos palmeiras Mapa do site
jogos palmeiras Mapa do site